Seguir Jesus tem exigências



Queridos irmãos e irmãs, estamos celebrando o mês da Bíblia, e ela é sempre luz para o nosso caminho. Ser seguidor de jesus é preciso se comprometer com a causa do reino e essa tem suas exigências. Hoje também se celebra a natividade de Maria, ela foi concebida sem pecado em vista do Cristo que ia ser gerado nela por obra do Espirito Santo. Essa graça concedida a ela foi para que a salvação da humanidade fosse concretizada pela vinda do Cristo, nosso irmão e salvador. Não há caminho fácil, mas tem algumas exigências e renúncias.  

No livro da sabedoria tem essa oração que é de Salomão, o rei mais sábio que houve. Os judeus da Alexandria costumavam orar, pedindo para que a fé fosse fortalecida e iluminada no meio de um mundo pagão. Eles tinham consciência que só em Deus se encontra a plena felicidade, o sentido da vida e tudo que a pessoa almeja com Deus.

Hoje podemos sentir a mesma coisa, somos cristão no mundo onde tudo nega Deus e portanto precisamos ser fortes para que a nossa fé não seja desmoronada e nem enfraquecida diante de tanta realidade contra a vida. (cf. Sb 9,13-19)

Carta de São Paulo nos exorta para as consequências de seguir Jesus, pois quem o segue tem que ser solidário, ser uma pessoa que ajuda a quem precisa e ainda ser uma pessoa que compartilha a justiça com todos. Paulo intercede pelo escravo fugitivo Onésimo junto ao seu dono Filemos afim de que ele receba-o não como escravo, mas como um irmão, pois que crê em Cristo não existe mais diferença de pessoas, raças e culturas.  (cf. Fm 9b-10.12.17)

O evangelista Lucas nos narra as regras para o seguimento Cristo. Se quisermos seguir Jesus é preciso praticar o desapego e também renunciar muitas coisas, tomando as cruzes da vida a onde estivermos. Quando Jesus fala que devemos lagar tudo, isso significa condições de assumir o projeto de Deus, que é de nossa libertação, pois só Ele é o princípio e o fim de tudo. Isso para não corrermos o risco de ficarmos presos somente nas coisas desse mundo e viver como que Deus não exista. Jesus não quer plateia, mas fieis ao seu projeto. (cf. Lc 14,25-33)

Oxalá que fossemos procura Jesus como Senhor da nossa vida e da nossa história. A palavra de Jesus liberta e nos dá a verdadeira segurança para que possamos segui-lo. A Gloria de Deus está na nossa atitude de bons cristãos, transformando as realidade de mortes para a verdadeira realidade de vida em abundância.

Por isso Jesus faz esse apelo para aquela multidão e para nós hoje também. As parábolas que Ele ilustram isso dão a dimensão como que o cristão deve agir nesse mundo tão contraditório. Devemos calcular bem e buscar uma logística diante do nosso inimigo para que não sejamos derrotados.

Que esta liturgia que estamos vivenciando nos impulsione para o verdadeiro seguimento de Jesus para que sejamos autênticos no falar, no agir e na fé que devemos ter a um Deus verdadeiro e vivo.
Tudo por Jesus nada sem Maria!!!

Bacharel em Teologia Jose B. Schumann


Next
This is the most recent post.
Previous
Postagem mais antiga

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.