O desejo de Deus é que nossa família seja uma bênção, por isso na plenitude dos tempos Ele enviou seu Filho na família.

Deus quer que nós entendamos neste último domingo do ano, dedicado a Sagrada Família, que a família é sagrada, é revestida de uma graça extraordinária. A família é uma bênção de Deus, e precisa ser para os de dentro e para os de fora; Deus quer que a família seja uma bênção hoje.

Bendito seja Deus pelas famílias, que apesar das contrariedades, lutam para permanecerem firmes no Senhor.

A liturgia de hoje nos apresenta o mandamento de Deus.

“Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor” (Lucas 2,22).

“Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para Nazaré, sua cidade” (Lucas 2, 39).

Tanto no início do Evangelho, como no final, São Lucas mostra que José e Maria fizeram tudo conforme a vontade de Deus. Para que a família seja essa célula mater da sociedade, ela precisa obedecer ao mandamento do Senhor, que não é para oprimir, mas para fazer feliz.

Todos nós precisamos obedecer para experimentarmos os frutos da obediência.


"Uma família onde não existe amor é uma família fracassada", diz padre hamilton
Foto: Willieny Isaias
“Vós sois amados por Deus, sois os seus santos eleitos” (Cl. 3, 12). Temos que tomar posse dessa graça, e obedecer ao mandamento: “Revesti-vos de sincera misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se um tiver queixa contra o outro. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai vós também” (Cl. 3, 12-13).

Meus irmãos, existe alguma família perfeita? É claro que não! Estamos no caminho da perfeição e queremos melhorar a cada dia, e o Senhor sabendo disso nos dá esse mandamento: “Revesti-vos de sincera misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se um tiver queixa contra o outro. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai vós também” (Cl. 3, 12-13).

“Mas, sobretudo, amai-vos uns aos outros, pois o amor é o vínculo da perfeição” (Cl. 3, 14); por isso não pode existir família sem Deus, pois Deus é amor, e família sem Deus é família sem amor. Uma família onde não existe amor é uma família fracassada. Conserve a fé e o amor de Deus, pois quem vos uniu foi Deus, e quem vos dá a força para amar é Deus. O amor acontece quando saímos de nós mesmos e temos a coragem de deixar que sua força se torne visível no meio de nós.

A família só será santa e sagrada quando estiver presente Jesus, Maria e José, aí está o segredo para a felicidade.

O que Deus promete, Ele cumpre. Eclesiástico 3,3-7.14-17. A primeira promessa para quem cumpre os mandamentos de Deus é vida longa, é promessa de Deus. A segunda graça é a expiação dos pecados daquele que luta sem desistir. Terceira promessa é a garantia de ser atendido na oração, Deus está com os ouvidos atentos àqueles que cumprem seus mandamentos. Quarta promessa é a da alegria nos próprios filhos, pois os pais que lutam pelos filhos, terão essa alegria. A quinta promessa é não ser esquecido por Deus. Se você obedecer a Deus, você não será esquecido por Ele.

A família é sagrada. Seja uma bênção de Deus para esse mundo.

Postar um comentário

JO disse... 28 de dezembro de 2008 19:38

Nosso compromisso é com o amor de DEUS
Hoje é o primeiro dia da criação DEUS renova tudo através de seu imenso amor pela humanidade

SINTO MUITA FALTA DE MEU PAI
ele era uma pessoa santa e partiu muito cedo do nosso convívio ...
questiono todo dia esta promessa de DEUS de vida longa.
A ausência dele a quem amamos muito na terra é dolorosa

PAZ A TODOS

Tecnologia do Blogger.