A Igreja é sempre jovem e enfrenta desafios

Queridos irmãos e irmãs, a Igreja é sempre jovem e enfrenta desafios nesse mundo secular, onde tudo parece pronto e sem esforço. O consumismo e o materialismo têm dado mostras, que endurecem o coração humano, para a solidariedade, para a partilha, para o compromisso com os desvalidos e para os que passam por necessidades. Os bens desse mundo não podem estar nas mãos de poucos, pois isso levaria a cada um de nós ao egoísmo extremo que traz o isolamento e frieza nas relações humanas. Nós, humanos, temos que ser cooperativos e buscar soluções em mutirões de solidariedade para amenizar a fome, a desertificação e secas no mundo.
O Papa , nesse domingo, fez um convite aos jovens que busquem Jesus para combater, como ele mesmo diz : "veneno do vazio que se insinua em nossas sociedades baseadas no proveito e no possuir" que os iludem "com o consumismo" (cf. www.bol.com.br). Sobre a sua memorável viagem apostólica ao Rio de Janeiro, na JMJ 2013, falou para que cada jovem coloquem em suas vidas a experiências vida naqueles dias vividos na jornada de fé no Brasil, isto é: "traduzir essa experiência em seu caminho cotidiano, em seu comportamento diário e que possam traduzí-lo também nas decisões importantes e a vida, respondendo à chamada pessoal do Senhor".(cf. www.bol.com.br)
A experiência que fazemos com o Cristo ressuscitado na comunidade nos leva a crescer como membros vivos na Igreja, em vista da concretização do Reino de Deus já aqui na terra.
O pontífice advertiu que os jovens "são especialmente sensíveis ao vazio de significado e de valores que com frequência os cerca e, infelizmente, pagam as consequências disso". "Por outro lado, o encontro com Jesus vivo, em sua grande família que é a Igreja, enche o coração de alegria, porque o enche de verdadeira vida, de um bem profundo, que não passa e não se murcha", acrescentou.(cf. www.bol.com.br )
                O mundo deve buscar o dialogo entre todos, pois isso leva a concórdia e o entendimento, sem perder a identidade como pessoa, como país, com sua religiosidade e com sua posição politica. riqueza do dialogo traduz em gestos de amoro Papa Francisco nos lembra isso: . "Quando os líderes dos diferentes setores me pedem um conselho, a minha resposta é sempre a mesma: diálogo, diálogo, diálogo"(cf. www.bol.com.br)
Assim, meus irmãos e minhas irmãs, não podemos nos apegar a nenhuma coisa terrena, pois isso traria o esvaziamento do nosso ser que deve abrir ao transcendente, que nos realiza plenamente, que é Deus. Ele nos conclama para a vivencia do amor que constroem pontes de vida em abundancia a todos.
Que cada um seja compromissado com o projeto de vida e liberdade que levam a verdadeira justiça  para todos, sendo assim, as cercas do egoísmo, que matam, são derrubadas e no lugar delas, mãos que se entrelaçam, para a corrente do bem.
bacharel em teologia Jose Benedito Schumann Cunha

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.