A libertação verdadeira vem de Deus



Queridos irmãos e irmãs, estamos celebrando o 3º Domingo do Tempo da Quaresma, estamos caminhando para a Pascoa do Senhor. Quaresma é o tempo em que temos de abraçar a graça de Deus na nossa vida. Devemos ser missionários da Vida, denunciando a cultura de morte dos poderosos deste mundo.

A liturgia nos fala em seguir Deus libertador e não há outro. Não se pode fazer a imagem Dele porque Ele é; e ninguém viu senão Jesus Cristo, filho de Deus. Deus abomina quem adora outros deuses e dá bênçãos aos que O adoram, pois Ele é o único Deus verdadeiro.

Devemos tirar um dia para dedicar a Ele, na oração, na leitura da sua Palavra e na participação da Eucaristia. Os 10 mandamentos ainda são atuais e devemos ser fiel a Deus, obedecendo a eles, colocando-os em prática tudo que Deus determinou lá." (cf. Ex 20,1-17

O que o salmista diz é pura verdade e é assim que ele diz: "A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! (O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes. cf. Sl 18, 8.9.10.11)

Na primeira carta de Paulo aos coríntios nos fala uma verdade e nós devemos ter consciência que Cristo foi pregado na cruz por um julgamento injusto. A Cruz é um escândalo para os poderosos e sábios, mas é a sabedoria de Deus. A cruz é o trono da graça onde permitir ser a ponte da nossa salvação. Deus não deixa Jesus na cruz e nem no sepulcro, pois Jesus está vivo e nos dá uma oportunidade da vida eterna no céu. (cf. 1 Cor 1,22-25)

No evangelho de São João 2,13-25 nos fala: Jesus dizendo que o Templo será destruído e em três dias reerguerá de novo, pois o Templo é o próprio Cristo. O templo físico é apenas um lugar de encontro onde todos partilham a Palavra de Deus e a Eucaristia. Jesus se mostra irritado com o comércio dentro do Templo. A casa de Deus não pode ser lugar de comércio e predição de recursos. Infelizmente hoje acontece às vezes isso, muitos falam de tudo menos na Palavra de Deus. Sabemos quem é Jesus e que Ele é o único salvador.

Jesus é o enviado do Pai para quem nele crer tenha vida eterna. Jesus conhece o nosso coração e a nossa intenção nas nossas ações humanas.

Que esta liturgia nos ajude a seguir Jesus, pois Ele é o caminho a verdade e a vida.

Vamos caminhar para a Páscoa com o coração novo e sendo verdadeiro seguidor Dele no mundo, fazendo o bem e criando pontes para todos chegarem aos céus renovados em Deus da Vida.

Tudo por Jesus nada sem Maria!!!

Servus Christi semper!

Jose B. Schumann

  Papa no Angelus: Abramo-nos à luz de Jesus



Durante o Angelus deste domingo (25/02), Francisco incentiva-nos a manter sempre os nossos olhos fixos no rosto luminoso de Jesus: “Ele é amor e vida sem fim. Ao longo das trilhas da existência, às vezes tortuosas, busquemos sua face, repleta de misericórdia, de fidelidade e de esperança”, destaca o Pontífice.

Mesmo se recuperando de uma “leve gripe”, conforme comunicado ontem (24/02) pela Sala de Imprensa do Vaticano, o Papa compareceu ao seu compromisso dominical: a oração mariana do Angelus com os fiéis reunidos na Praça São Pedro. Em sua reflexão, Francisco meditou sobre o Evangelho deste segundo domingo da Quaresma (25/02), que narra o episódio da Transfiguração de Jesus (cf. Mc 9,2-10).

O Santo Padre recordou que "depois de anunciar sua Paixão aos discípulos, Jesus leva consigo Pedro, Tiago e João, sobe um alto monte e ali se manifesta fisicamente com toda a sua luz, revelando a eles o sentido do que tinham vivido juntos até aquele momento".

A pregação do Reino, o perdão dos pecados, as curas e os sinais realizados eram, de fato, centelhas de uma luz ainda maior: "a luz de Jesus, a luz que é Jesus", enfatizou o Papa.

Jamais desviar os olhos da luz de Jesus

Segundo Francisco, é isso que os cristãos são chamados a fazer no caminho da vida: "ter sempre diante dos olhos o rosto luminoso de Cristo". 

“Abramo-nos à luz de Jesus! Ele é amor e vida sem fim. Ao longo das trilhas da existência, às vezes tortuosas, busquemos sua face, repleta de misericórdia, de fidelidade e de esperança.”

Cultivar um olhar atento

O Pontífice destacou que a oração, a escuta da Palavra, os Sacramentos, especialmente a Confissão e a Eucaristia, são importantes auxílios para seguir este percurso, e completou: 

“Eis um bom propósito para a Quaresma: cultivar olhares atentos, tornar-se 'exploradores de luz', exploradores da luz de Jesus na oração e nas pessoas.”

Maria, resplandecente da luz de Deus

Por fim, o convite do Papa a uma reflexão interior: 

"Em meu caminho, mantenho os olhos fixos em Cristo que me acompanha? E para fazê-lo, dou espaço ao silêncio, à oração, à adoração? Por fim, busco cada pequeno raio da luz de Jesus, que se reflete em mim e em cada irmão e irmã que encontro? E me lembro de agradecê-lo por isso?" 

"Maria, resplandecente da luz de Deus, nos ajude a manter o olhar fixo em Jesus e a nos olharmos mutuamente com confiança e amor", conclui Francisco.

fonte: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2024-02/papa-angelus-reflexao-quaresma-25-02-24.html?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=NewsletterVN-PT

 Estar em um lugar bom é excelente, mas no mundo temos que agir e fazendo  fazendo o bem

 


Queridos irmãos e irmãs, estamos celebrando o 2º Domingo da quaresma. Não há religião das facilidades e propinas para Deus, mas não tem caminho fácil e nem risco para seguir a Deus da vida. Deus nos quer fiel, algumas vezes nos coloca em prova a nossa fé. Devemos seguir Deus porque somente Ele nos dá a certeza da eternidade através de Jesus.

No livro do Gênesis vemos uma passagem onde Deus põe Abraão em prova. Deus já tinha atendido a ele, dando um filho legítimo que não tinha. Aí vem uma pergunta: será que isso é suficiente para que possamos estar com Deus ou esquecer através daquela realidade humana nova esplêndida para Sara e ele? Assim Deus pede que dê o seu filho único a um holocausto. Momento difícil para ele, mas Abraão obedece. Então ele leva o filho como um cordeiro. No monte Moriá ele fez um altar, colocou lenha e seu filho amarrado para ser sacrificado para Deus. Ele estava lá pronto para atender Deus, mas o anjo do senhor apareceu e disse Abraão não faça isso, pois Deus viu que a sua fé é em Deus e não porque ele deu coisas para você. Abraão viu um carneiro e este cordeiro foi imolado para Deus.

Devido a obediência o anjo falou a Abraão: "Juro por mim mesmo - oráculo do Senhor -, uma vez que agiste desse modo e não me recusaste teu filho único, eu te abençoarei e tornarei tão numerosa tua descendência como as estrelas do céu e como as areias da praia do mar. Teus descendentes conquistaram as cidades dos inimigos. Por tua descendência serão abençoadas todas as nações da terra, porque me obedeceste". (cf. Gn 22, 1-2.9-13.15-18)

A fé é algo extraordinário, ela deve ser levada em conta em todas as situações da nossa existência humana, assim como diz o primeiro refrão do Salmo 115(116): - Guardei a minha fé, mesmo dizendo: "É demais o sofrimento em minha vida!" É sentida por demais pelo Senhor a morte de seus santos, seus amigos. R: Andarei na presença de Deus, junto a ele na terra dos vivos.

Temos que ter essa certeza, Deus está sempre conosco. Se Deus foi capaz de entregar seu único filho para nos salvar, então Ele nos ajuda e nos fortalece o tempo todo. Temos que ser fiel a Ele sempre. Temos Jesus como nosso intercessor por excelência junto a Deus. (cf. Rm 8, 31-34)

Jesus leva dois discípulos junto a Ele ao Monte Tabor, lá Jesus se transfigura e conversa com Elias e Moisés) é algo maravilhoso. A lei e os profetas se encontram com Jesus, o realizador da nova aliança. Eles despertam e vira essa maravilha que Jesus é antes da paixão, onde Jesus iria sofrer e desfigurar-se com aparência horrível.  Mas quando termina aquela transfiguração de Jesus, a realidade volta e pede para os discípulos desceram para continuar a caminhada rumo a Jerusalém onde iria acontecer o maior tribunal injusto para matar Jesus.

No início os apóstolos queriam ficar lá. Isso acontece hoje, achamos que as coisas boas nunca termina e queremos ficar nesta situação cômoda. (cf. Mc 9,2-10)

Que esta liturgia nos ajude a entender que a Lei do antigo testamento e as profecias se cruzam no caminho de Jesus, que é o caminho, a verdade e a vida na prática nova da lei do amor.

Sejamos sinceros numa religião que não discrimina e nem deixa os pobres marginalizados.

Sejamos missionários do evangelho de Cristo com atitudes de construir já uma sociedade de irmãos e irmãs  na partilha e solidariedade para com todos. Com união de todos vamos construir um reino de justiça de Deus. Cada um fazendo bem a sua parte e vivendo de acordo com a fé.

Tudo por Jesus, nada sem Maria!!!

Servus Christi semper!

Jose B. Schumann

Tecnologia do Blogger.